3 Fatores Críticos da Indústria de Papel e Celulose Solucionados Por Sistemas Radiométricos

Material atualizado em 28/01/2021

A Indústria de Papel e Celulose possui desafios em seu processo de produção que podem ser resolvidos de forma mais eficiente e segura através do uso da tecnologia! 

Neste artigo, vamos conhecer os três fatores mais críticos da Indústria Papeleira e os benefícios dos Sistemas Radiométricos para uma medição correta e melhora da eficiência da produção. 

Continue a leitura e descubra como potencializar os resultados da sua indústria! 

Indústria de Papel e Celulose

Como citamos em alguns posts do blog, nos últimos anos o Brasil se consolidou como o segundo maior produtor de celulose no mundo, e o primeiro a produzir a celulose de fibra curta. 

Também já explicamos como funciona o processo de produção de papel e celulose e como os diversos tipos de licores são utilizados nesta indústria. 

Basicamente, a produção envolve sistemas de corte, descascador, picador, lavagens em tanques e centrífugas, secagem, compactação, rebobinagem, empacotamento e distribuição. 

Já pensou no transtorno financeiro, produtivo e de saúde que a medição incorreta de um desses processos poderia causar?!

3 fatores críticos da indústria de Papel e Celulose

Podemos destacar esses 3 principais fatores que podem afetar o processo de forma crítica:

  • Corrosão
  • Incrustação
  • Fluxo do produto

Durante parte do Cozimento (Linha de Fibras), existe um processo chamado Descarte de Nós de Madeira, que são as pequenas áreas escuras de formato arredondado que vemos nas madeiras. Estes nós são desnecessários para a fabricação do papel e, por isso, acabam sendo descartados ao longo do processo.

Corrosão

Durante o processo, existe a presença de licor no produto. Esse material possui propriedades corrosivas, viscosas, incrustantes e de alto valor dielétrico por conta da soda cáustica presente na composição, que acabam gerando alarmes falsos, entupimento da tubulação e paradas de planta não programadas, afetando a eficiência da produção.

Um grande transtorno para o fluxo de produção!

Os licores são utilizados na digestão, etapa considerada o “coração” do processo de produção de papel e celulose, onde os cavacos escolhidos no processo anterior chegam ao digestor. Em algumas linhas de produção, a impregnação de licor no cavaco pode acontecer em vasos que antecedem o processo de digestão, conhecidos como Imp.Bim.

Incrustação

A ausência de uma medição de nível confiável pode impactar negativamente a eficiência operacional. As paradas não programadas podem acarretar, por exemplo, em bastante desperdício de tempo com manutenções periódicas para limpeza dos sensores de nível existentes e desentupimento dos tubos devido à incrustação.

Fluxo do Produto

Em diversas unidades são utilizados instrumentos de tecnologia Vibratória e Pá Rotativa, de acordo com a especificação inicial, para o processo de descarte de nós de madeira.

Porém, essas tecnologias podem se mostrar ineficientes e incapazes de efetuar uma medição de nível correta, uma vez que o descarte de nós de madeira, dependendo da tubulação, pode possuir um fluxo descendente de produto.

Qual a solução ideal para lidar com estes fatores críticos?

É importante ressaltar que nenhuma instrumentação é generalizada, havendo necessidade de avaliações individuais, feitas por fabricantes especializados, para qualquer indústria.

Mas, diante dos tipos de desafios, a melhor solução para os principais fatores críticos da Indústria de Papel e Celulose são as Medições por Sistemas Radiométricos.

Graças ao avanço da tecnologia, hoje, temos opções de medições sem contato e não intrusivas em relação aos produtos das etapas de produção. A radiação gama emitida pelos equipamentos radiométricos é atenuada quando o produto passa por ela. 

Essa atenuação é registrada no computador central de controle. Desta forma, é possível realizar diversos tipos de medição, como a vazão mássica de cavaco de madeira, a medição de densidade da lama de cal, a densidade do licor e a vazão mássica de papel reciclado.

Equipamentos que não exijam contato direto com o produto e, ainda assim, sejam de extrema confiança em sua medição, são os ideais, como, por exemplo, a Chave de Nível Radiométrica!

Você sabe a importância da autogeração de energia na indústria de papel e celulose?

Outro ponto incrível que a tecnologia proporcionou para as produções industriais: sem necessidade de importação de energia elétrica, atualmente, as fábricas de Papel e Celulose são capazes de produzir energia necessária para seus próprios processos. 

Em nosso post sobre a produção de papel e celulose, falamos sobre o processo de branqueamento, que serve para separar a celulose de outros resíduos. Os restos de madeira não utilizados são queimados em caldeiras e transformados em energia elétrica em turbogeradores a vapor.

A energia gerada nesse processo alimenta o próprio sistema de fabricação do papel com o licor negro!

Além do licor negro, que é cada vez mais valorizado, as empresas de papel e celulose contam com outro aliado: o gás natural em vez do óleo combustível, para complementar o fornecimento energético. Essa substituição causa um impacto positivo também para a preservação do meio ambiente.

A importância da utilização de energias renováveis e alternativas aos combustíveis fósseis, como o licor negro e gás natural, também chama a atenção se pensarmos que o segmento de papel e celulose é um dos maiores consumidores de energia elétrica do Brasil. 

Com o avanço tecnológico, seu processo necessita de energia, mas ele mesmo produz, otimizando resultados e colaborando com o meio ambiente.

Já apontamos neste post, mas é importante lembrar que, como existem diversas fases nesses processos, equipamentos de qualidade precisam ser utilizados durante todo o procedimento. Se houver alguma falha na medição de nível, podem haver problemas sérios, como alarmes falsos, transbordamento e desperdício de material que poderia ser reutilizado.

Conclusão

Como vimos neste artigo, é possível usar a automação e a instrumentação industrial em seus processos e trazer os melhores resultados. 

Faça como outras empresas de pequeno, médio e grande porte que já optaram por usar nossos serviços e, use instrumentos de controle e medição de qualidade para otimizar seus custos.

Use a tecnologia a favor da sua produção e aposte nas Medições!