Acidentes e Incidentes de trabalho: como eliminá-los?

Se você é um profissional de Segurança do Trabalho ou trabalha em lugares em que há muitos riscos, com certeza se preocupa com as possibilidades de que algum acidente de trabalho ocorra, certo? Então, com certeza esse artigo sobre acidentes e incidentes de trabalho vai te interessar!

Se você é um profissional de Segurança do Trabalho ou trabalha em lugares em que há muitos riscos, com certeza se preocupa com as possibilidades de que algum acidente de trabalho ocorra, certo? Então com certeza esse artigo sobre acidentes e incidentes de trabalho vai te interessar!

Em 2007, na Reduc, houve um acidente no tanque de estocagem que culminou na morte de um operário. A causa desse incidente envolveu a negligência de diversas medidas de segurança.

O acidente ocorreu quando o operário foi realizar a aferição dos radares nos tanques e não foi mais encontrado. Foram realizadas buscas e o corpo foi encontrado algumas horas depois do ocorrido.

A ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) iniciou de imediato a investigação do acidente, buscando a causa raiz através da técnica de árvore de falhas.

Feita a investigação, foram constatadas as seguintes não conformidades:

  • Ausência de aviso de restrições de acesso ao tanque e interdição física;
  • Ausência de elaboração, documentação e implementação dos procedimentos operacionais;
  • A não utilização do EPI. O EPI foi encontrado distante do corpo do funcionário e, após questionamentos da ANP, foi constatado que era prática normal do trabalhador, em dias de calor, retirá-lo. Isso configura ineficiência no processo em treinamentos e conscientização em reuniões diárias;
  • Falha de comunicação entre equipes: gestores foram informados que não tinham conhecimento de que a equipe técnica tinha acesso ao tanque, que já apresentava corrosão no teto;
  • O não requerimento da permissão de trabalho, que deveria ser requisitada na inspeção do tanque.

Segundo relatório da ANP, ocorreram diversas falhas ao longo de toda atividade. Dentre elas, estariam a falta de revisões na análise de riscos e inspeções periódicas de prevenção de acidentes.

Acidentes e Incidentes de Trabalho

Infelizmente, mesmo nos dias de hoje, o investimento em segurança é feita de forma reativa, ou seja, é esperado que exista uma ocorrência de acidente ou quase acidente para que se invista em prevenção.

Os líderes de uma empresa são os maiores responsáveis por buscar a melhoria contínua em segurança do trabalho e, quando isso não acontece, contribui significativamente para aumento de acidentes.

Grande parte dos acidentes dentro de um ambiente de trabalho acontecem por causa de ações dos próprios trabalhadores, porém existem pessoas que fazem parte de toda cadeia produtiva, como, por exemplo, o projetista, o instrutor que realiza treinamentos, prestadores de serviços, dentre outros.

Alguns autores afirmam que os acidentes são a ponta de um iceberg, e isso é um fato.

A outra parte do iceberg, aquela que fica submersa, seriam os desvios, que são acontecimentos que ocorrem antes do acidente e que são os grandes responsáveis pela ocorrência do mesmo, como por exemplo:

  • Ausência da supervisão no acompanhamento de um processo;
  • Falta de capacitação;
  • Ausência de tratamentos de riscos;
  • Falha na comunicação;
  • Locais de trabalho sujos.

Na ocorrência de um acidente, é de suma importância que haja uma investigação e, infelizmente, é comum que sejam identificadas apenas causas imediatas, o que não é nenhum pouco satisfatório.

Após as investigações, é desejável o acompanhamento efetivo dos tratamentos desses desvios, implementando recomendações necessárias.

A divulgação do acidente se faz necessária, como também suas conclusões e recomendações, sendo conhecidos por todas as pessoas.

E qual é a diferença entre acidentes e incidentes de trabalho?

Acidente é o acontecimento que gera lesão ao pessoal envolvido em uma ação ou danos significativos a uma empresa. Já o incidente é um evento indesejado que não gerou lesão a empregados ou danos significativos ao patrimônio da empresa.

Se você é um profissional de Segurança do Trabalho ou trabalha em lugares em que há muitos riscos, com certeza se preocupa com as possibilidades de que algum acidente de trabalho ocorra, certo? Então com certeza esse artigo sobre acidentes e incidentes de trabalho vai te interessar!

Como devem ser tratados os incidentes?

Incidentes são também chamados de “quase acidentes” e o tratamento deles evitam futuramente a ocorrência de acidentes!

Entretanto, relatar incidentes não é uma tarefa fácil, pois, muitas vezes, são considerados como ações insignificantes, já que nenhum dano ocorreu.

Por isso, realizar campanhas de conscientização quanto a importância do registro e tratamento de incidentes na prevenção de ocorrências é fundamental!

Deve-se atuar preventivamente e sempre aprender com incidentes que já aconteceram. Assim, acidentes futuros são evitados.

Infelizmente, ao longo de toda a história das indústrias, alguns acidentes se tornam repetitivos, pois as lições acabam sendo esquecidas. Trocas de trabalhadores também podem contribuir para isso.

A comunicação também é um elemento importante para a prevenção de acidentes, já que investigações realizadas devem, futuramente, chegar ao conhecimento de todos.

Os líderes são importantes nessa etapa, estando atentos ao processo de informação e cobrando sempre de forma efetiva a comunicação interna dentro da empresa.

Essas informações devem ser realizadas de forma clara e objetiva, passadas nas reuniões diárias de segurança (DDS) e serem formalizadas em processos de auditorias, análises de riscos, etc.

Limpeza e arrumação nos locais de trabalho – 5S

“Um local sujo e desorganizado é um convite ao acidente.”

Com certeza você já deve ter ouvido essa frase alguma vez e ela é um fato, já que locais em que existem objetos fora do lugar, bloqueando passagens, ocultando informações de sinalizações, dificultando a mobilidade dos trabalhadores, podem ser considerados um chamariz para um acidente, porque os perigos estão ocultos.

Diálogo Diário de Segurança – DDS

Conhecido como DDS, o Diálogo Diário de Segurança tem como objetivo principal alertar os trabalhadores quanto a existência dos riscos presentes em suas atividades. É uma ferramenta de comunicação bastante eficaz.

No DDS são discutidos assuntos referentes as atividades que serão realizadas no momento, sendo importante a participação do supervisor.

Devem ser debatidos também assuntos referentes a “quase acidentes” ocorridos em atividades anteriores para que sejam feitas recomendações relacionadas a esses incidentes.

Outros temas também podem ser discutidos para complementar a reunião e é importante que o DDS não se transforme em uma ação burocrática, já que isso se tornaria desinteressante para os trabalhadores.

Supervisores de área – quem são?

É muito comum encontrar supervisores de áreas se fazendo presentes em atividades que existem potenciais riscos, já que é papel principal do “dono da área” ter total conhecimento do ambiente de trabalho em que está sendo realizado o trabalho.

O supervisor, se achar necessário, pode emitir liberações de trabalhos, que devem conter informações de segurança relativas ao local, normas que devem ser seguidas, análise de riscos e outros quesitos. Ele também deve se certificar de que todos esses quesitos estão sendo obedecidos para liberação do trabalho.

Perceber os perigos e riscos existentes nos mais diversos locais de trabalho deve ser uma prática de todo profissional, contribuindo significativamente para integridade física dos funcionários que estão ao lado.

Mas vale ressaltar que a responsabilidade da segurança de uma equipe não pode ser delegada, ela é do supervisor!

Ter informações é importante, porém não o suficiente para que acidentes sejam evitados, isso porque se você tem informações e não são adequadamente repassadas, de nada adianta.

Quando o assunto é segurança do trabalho, NÃO PODEM EXISTIR INCERTEZAS!

Técnicos e Engenheiros de Segurança do Trabalho devem garantir que todas as Normas Regulamentadoras estejam funcionando de modo que não ocorram prejuízos, tanto psicológicos quanto materiais, aos trabalhadores.

A Segurança do Trabalho é fundamental para que não haja riscos no seu meio ambiente de trabalho!

Assine a nossa newsletter fique por dentro de outras dicas e novidades!

Obrigado pela leitura do nosso material e até a próxima!

FONTES

      • Mais de 35 anos de experiência em automação e controle de processos.
      • Mais de 13 mil horas de engenharia de aplicação on-site