Como evitar que a alta temperatura prejudique sua Medição de Nível

Se você é um Técnico em Instrumentação ou Automação Industrial, sabe que a seleção de um Sensor de Nível para a indústria é muito importante em todos os aspectos e, quando falamos em Medição de Nível em ambientes adversos, isso não é diferente!

Continue lendo e saiba como a alta temperatura pode afetar a sua produção!

Qual a importância da Medição de Nível?

A demanda sobre o controle de processos cresce a cada dia e manter um controle adequado é fundamental para toda a empresa, desde o trabalhador em campo até os altos executivos.

A redução dos custos de produção e aumento do foco em segurança do trabalho são os principais responsáveis por esta crescente demanda!

O principal objetivo da Medição de Nível é manter o controle do processo produtivo. Se a medição é eficiente, há um maior rendimento da produção, pois os processos serão feitos sem interrupções.

Medições de Nível mais precisas aumentam significativamente a eficiência da planta

Por exemplo: se um silo de grãos precisa estocar uma certa quantidade de material, mas não utiliza a capacidade máxima deste silo por limitações da faixa de medição do equipamento que efetua a medição, a unidade de produção poderá estocar, ensacar e/ou expedir pouco produto final.

A Medição de Nível também é feita para garantir um ambiente de trabalho seguro. Imagine o transbordamento acidental de um tanque de ácido, causado por uma medição imprecisa? Pode gerar resultados catastróficos!

Assim como falamos de um incidente envolvendo ácido, também poderíamos usar diversos outros tipos de materiais comuns na indústria, como inflamáveis, reagentes e outros.

Se você é um Técnico em Instrumentação ou Automação Industrial, sabe que a seleção de um Sensor de Nível para a indústria é muito importante em todos os aspectos e, quando falamos em Medição de Nível em ambientes adversos, isso não é diferente!

Quais são os principais desafios da Mediação de Nível?

Durantes os processos industriais, algumas intercorrências afetam a confiabilidade da Medição de Nível, tornando-se verdadeiros desafios. Estas intercorrências devem ser chamadas de desafios, porque não se tratam de problemas por si só, mas de eventos que ocorrem durante os processos. São elas:

Incrustação: é a camada de produto acumulado que recobre os tanques de armazenamento e os sensores de nível, comprometendo a eficiência dos equipamentos.

Espuma: gerada em boa parte dos processos contínuos, também se torna um desafio quando ela impede a medição precisa ao acumular nos sensores de nível também.

Pó em suspensão: é a poeira que está em praticamente todas as indústrias, como a mineração, siderurgia, papel e celulose, química, petroquímica e outras.

Interfaces Complexas: são características físico-químicas, diferente dos produtos que podem ser um desafio, pois é necessário medir o nível de duas ou mais substâncias diferentes, tal qual ocorre na indústria petroquímica, por exemplo. São usados sistemas de separação para distinguir as interfaces em fases reaproveitáveis e/ou descartáveis.

Temperatura: quando o medidor de nível escolhido é composto por materiais que não são resistentes a altas temperaturas, a medição é comprometida. A escolha do material adequado é determinada principalmente pela temperatura e poder corrosivo do fluido.

Para conseguir que o processo seja eficiente, é necessário que a Medição de Nível esteja calibrada e livre de interferências.

Todos esses desafios afetam negativamente a produtividade da planta ao gerar alarmes falsos, transbordamentos e até paradas de planta não programadas.

Como a temperatura afeta a Medição de Nível?

Vamos tomar como exemplo as medições de nível feitas por instrumentos que usam a tecnologia do Ultrassom.

Vantagens

  • não tem contato com o produto;
  • sem componentes móveis;
  • precisão típica de 0,25% do fundo de escala;
  • a medição não é afetada por mudanças na composição, densidade e pressão.

Desvantagens

  • sensibilidade a espuma, bolhas e turbulências
  • não é recomendado para altas pressões e temperaturas

Qual o problema do Ultrassom com a alta temperatura?

Os Sensores de Nível por ultrassom toleram, aproximadamente, temperaturas até 50 °C. Em temperaturas muito elevadas, acabam sofrendo danos permanentes devido ao deslocamento interno, que é causado pela expansão térmica.

Assim, a Medição de Nível se tornará duvidosa, gerando resultados imprecisos e podendo causar problemas para o processo, como paradas de planta não programadas, alarmes falsos e manutenções desnecessárias para o instrumento.

Se você é um Técnico em Instrumentação ou Automação Industrial, sabe que a seleção de um Sensor de Nível para a indústria é muito importante em todos os aspectos e, quando falamos em Medição de Nível em ambientes adversos, isso não é diferente!

Como evitar problemas, desperdícios e gastos desnecessários?

Como dizemos sempre: não existe tecnologia universal para a Medição de Nível. Cada processo tem as suas necessidades e uma avaliação precisa ser feita. Mas mesmo assim, é importante ficar atento aos desperdícios que podem estar ocorrendo na indústria em que você trabalha!

É preciso encontrar um equilíbrio entre o custo do produto, estresse ao meio ambiente que um transbordamento possa causar e gastos com manutenções, antes de decidir qual instrumento de Medição de Nível será escolhido.

Para garantir a confiabilidade da medição de nível por um longo período, um sensor de nível capaz e resistir a altas temperaturas seria o ideal. Uma boa aplicação de um instrumento de medição de nível seria uma Chave de Nível com a tecnologia RF-Admitância, que não é afetada pela alta temperatura e outras interferências, realizando uma medição precisa e sem a geração de alarmes falsos.

Com essa precisão na medição, alarmes falsos não serão gerados e, consequentemente, o número de paradas de planta será reduzido drasticamente!

E aí? Entendeu a importância de analisar bem as necessidades dos seus processos antes de investir em sensores de níveis inadequados?

A otimização de custos em função da produtividade está fazendo todas as indústrias de pequeno, médio e grande porte aderirem aos instrumentos que utilizam tecnologias de Automação e Instrumentação Industrial em seus equipamentos.

Chegou o momento de dar um upgrade na operação em que você trabalha. Converse com o seu superior e contribua dando um basta nas cobranças em relação a produtividade da sua planta.

O próximo passo é buscar um fabricante que esteja comprometido em ajudar a enfrentar problemas com uma Instrumentação de má qualidade.

Se quiser saber TUDO sobre a Medição de Nível em pó nas indústrias, você pode baixar o nosso eBook gratuito clicando aqui!

Assine a nossa newsletter e se torne um especialista no assunto!

Obrigado pela leitura do nosso material e até a próxima!

FONTES

  • Mais de 35 anos de experiência em automação e controle de processos.
  • Mais de 13 mil horas de engenharia de aplicação on-site
  • Mais de 5000 soluções de instrumentação desenvolvidas