O Perigo do Armazenamento de Grãos em Silos

Silos são construções importantíssimas para a produção na indústria alimentícia, já que armazenam grandes quantidades de grãos. Eles são considerado um dos lugares mais críticos para se trabalhar, por isso exigem cuidados especiais. A NR-33, que fala sobre espaços confinados, tem o objetivo de garantir permanentemente a segurança e saúde dos trabalhadores quando há o armazenamento de grãos em silos.

Silos são construções importantíssimas para a produção na indústria alimentícia, já que armazenam grandes quantidades de grãos. Eles são considerado um dos lugares mais críticos para se trabalhar, já que exigem cuidados especiais. A NR-33, que fala sobre espaços confinados, tem o objetivo de garantir permanentemente a segurança e saúde dos trabalhadores quando há o armazenamento de grãos em silos.

É importante frisar que a NR-33 não classifica os espaços confinados, apenas estabelece alguns parâmetros de referência para que o empregador realize a identificação desse espaço.

Mas o que é um espaço confinado?

Espaço confinado é qualquer área ou ambiente projetado para a não ocupação do homem de forma contínua, possuindo limites para entrada e saída, ventilação insuficiente e deficiência ou enriquecimento de oxigênio.

É de suma importância que, antes de se iniciar um trabalho dentro de um silo, seja feita uma Análise Preliminar de Risco (APR), que consiste na avaliação dos riscos potenciais, suas causas, consequências e medidas de controle, garantido toda a segurança dentro do espaço.

O trabalho dentro de silos está sujeito a alguns acidentes, como a intoxicação, incêndios, explosões, afogamento, engolfamento e quedas de altura.

Dentre esses citados, o que mais ocorre é o de engolfamento e o que apresenta maior risco para a indústria é o de explosão.

O que é o engolfamento?

O engolfamento representa um risco enorme dentro dos silos, trata-se da captura de uma pessoa por líquidos ou sólidos finamente divididos que possam ser aspirados, causando a morte por enchimento ou obstrução do sistema respiratório.

Esse tipo de acidente é bastante comum dentro dos silos!

Para que não ocorra, é importantíssimo que sejam adotadas medidas de segurança e o uso de equipamentos como, por exemplo:

  • Talabarte conectado com um ponto de ancoragem;
  • Cinto de segurança;
  • Cabo guia.

Sem essas proteções, o trabalhador corre sério risco de ficar coberto pelo material armazenado, sendo muito difícil uma equipe externa localizá-lo e realizar o içamento.

Por isso todo o trabalho no interior dos silos deve ser realizado com no mínimo dois trabalhadores, devendo um deles permanecer no exterior.

Também é muito importante que a pessoa que exerça qualquer atividade dentro do silo esteja devidamente treinada e orientada para os riscos de acidente. Quando o funcionário entrar no silo, é muito importante que ele faça uma verificação de possíveis gases existentes dentro do ambiente e esteja com os equipamentos de segurança adequados.

Riscos de Explosões!

Nos silos que são alimentados por grãos, existe um ambiente muito hostil ao trabalhador. Dentro deles, quando há pó em suspensão, pode ser gerada uma atmosfera explosiva, que é uma das situações mais críticas em um ambiente para os profissionais de segurança do trabalho.

A possibilidade da exposição por uma nuvem de pó está relacionada à dimensão das partículas, concentração, impurezas, concentração do oxigênio e fonte de ignição.

A concentração de oxigênio no interior dos silos deve ser medida antes da entrada dos trabalhadores, sendo muito importante também que, para cada tipo de material estocado, deve ser verificado o limite de explosividade.

Os limites explosivos – ou limites de explosividades – são os limites de concentração entre os quais uma mistura é explosiva ou inflamável.

São definidos dois limites:

  • Limite inferior de explosividade (LIE): é a menor concentração de uma substância que misturada com o ar forma uma mistura inflamável.
  • Limite superior de explosividade (LSE): é a maior concentração de uma substância que, quando misturada com o ar, forma uma mistura inflamável. Se a mistura estiver abaixo ou acima da faixa de explosividade , não haverá ocorrência de explosão.
Essa faixa é definida por parâmetros do LIE e LSE. Quanto mais ampla a faixa, maior é o risco de explosão daquela mistura.

Vale ressaltar que as poeiras acumuladas no local de trabalho e que ficam depositadas nos transportadores, elevadores e nos pisos também apresentam riscos de incêndio.

Isso ocorre quando o local onde ficam depositados essas poeiras está quente, aquecendo, assim, os grãos até o ponto de liberação dos gases de combustão que, na presença de uma fonte de ignição, dá início a um incêndio.

É de suma importância que sejam feitas auditorias nesses locais, verificando se o ambiente está seguro, pois até mesmo a ação de varrer o local que contém a poeira depositada podem trazer riscos de incêndio. Nesse caso, uma das melhores maneiras de realizar essa ação é utilizando aspiradores.

O revestimento interno dos silos deve ter características que impeçam o acúmulo de grãos, poeiras e a formação de barreiras.

É importante ressaltar que, por causa da variação das densidades de gases e vapores, devem ser efetuadas avaliações da atmosfera no topo, meio e fundo dos espaços confinados, quando possível.

A norma 31 proíbe a entrada dos trabalhadores no silo durante a sua operação, caso não haja meios seguros de saída ou resgate. Nos silos hermeticamente fechados, só será permitida a entrada de trabalhadores após a renovação do ar ou com proteção respiratória adequada. A concentração de oxigênio dentro dos silos deve ser medida antes da entrada dos operários.

A importância da ventilação!

A ausência de ventilação, além de ser uma causa de risco a saúde do operário, pode gerar um ambiente propício a explosões, já que a ventilação deficiente ou inexistente potencializa os riscos.

O ar deve ser captado de forma limpa, livre de gases provenientes dos motores à combustão.

A ventilação capta os poluentes da fonte, antes que os mesmos se dispersem no ar do ambiente de trabalho, ou seja, antes que atinjam a zona de respiração do trabalhador.

O sistema de ventilação contínua é a medida mais eficiente para controlar atmosferas perigosas, em virtude da presença de gases, vapores tóxicos e inflamáveis e deficiência de oxigênio.

Além de renovar o ar, a ventilação auxilia no controle do calor e da umidade no interior dos espaços confinados.

Vale destacar que, ao dimensionar a ventilação de um ambiente confinado, deve-se considerar que mangueiras longas e curvas acabam reduzindo drasticamente a eficiência do sistema de ventilação.

Vale destacar que a instalação da ventilação no ambiente não dispensa o monitoramento contínuo da atmosfera do espaço.

Quais outros cuidados devem ser tomados quando se tem o armazenamento de grãos em silos?

Alguns cuidados especiais devem ser tomados em projetos ou operações rotineiras em silos, como,por exemplo, a iluminação dentro dos silos, que deve ser apropriada à área classificada e os elevadores e alimentadoras dos silos, que devem ser projetados e manuseados de forma a evitar o acúmulo de poeiras, em especial nos pontos onde seja possível a geração de centelhas por eletricidade.

ebook medicao de nivel

Esperamos que você tenha entendido os perigos que existem em um atmosfera explosiva causada pela presença de poeira em silos!

As leis estão aí para serem seguidas à risca. Assim, você evita que acidentes de trabalho possam ocorrer, o que acarretaria em prejuízos humanos, materiais e ao meio ambiente.

A Segurança do Trabalho é fundamental para que não haja riscos no seu meio ambiente de trabalho!

Assine a nossa newsletter fique por dentro de outras dicas e novidades!

Obrigado pela leitura do nosso material e até a próxima!

FONTES

  • Mais de 35 anos de experiência em automação e controle de processos.
  • Mais de 13 mil horas de engenharia de aplicação on-site
  • Mais de 5000 soluções de instrumentação desenvolvidas