Barragens de Rejeitos: Existem alternativas para elas?

Com o rompimento das barragens de rejeitos de Mariana e de Brumadinho, ambas em Minas Gerais, a discussão sobre a necessidade de encontrar alternativas para a atividade da mineração no país veio à tona. Mas quais tipos de alternativas seriam essas?

Continue lendo o post e descubra!

Com o rompimento das barragens de rejeitos de Mariana e de Brumadinho, ambas em Minas Gerais, a discussão sobre a necessidade de encontrar alternativas para a atividade da mineração no país veio à tona. Mas quais tipos de alternativas seriam essas?

Beneficiamento de minérios via úmida

Hoje em dia, existem dois tipos de beneficiamento de minérios: via úmida e via seca. O primeiro tipo utiliza sempre água no processo, gerando, no futuro, água suja, que vai direto para barragens de rejeitos. Toda mineradora que trabalha utilizando o processo via úmida terá que possuir barragens de rejeitos para que a água suja produzida neste tipo de processo seja armazenada.

Beneficiamento de minérios via seca

O beneficiamento de minérios via seca não precisa de água para tirar as impurezas do minério de ferro, porque esse minério é mais puro. Esse beneficiamento vem sendo implantado gradativamente por mineradoras, mas é um processo mais caro se comparado ao modelo de beneficiamento de minérios via úmida.

Além disso, ele não serve para 100% das atividades de mineração! Mas como assim?

Existem locais em que o terreno não é bom e o minério não é tão rico, e precisa passar por processos  de purificação e filtragem usando água, para que as impurezas sejam removidas.

De acordo com a Vale, atualmente, 60% das operações realizadas por ela usam o método a seco. Ele não gera água suja, dispensando o uso das barragens de rejeitos. No Norte do país, onde fica o complexo minerador S11D, em Carajás, no Pará, 80% da produção já é feita com processamento de minérios a seco.

Como funciona o beneficiamento de minérios via seca?

Na mina S11D, por exemplo, o minério é lavrado a céu aberto. A água é dispensada e, após a britagem e o peneiramento, o material já está pronto para o mercado. De acordo com o site da Vale, o engenheiro metalurgista Gleiser Vieira diz que “no S11D isso só é possível porque temos um minério de alto teor de ferro, ou seja, não é necessário tirar as impurezas e concentrar o material”.

Além dos ganhos ambientais, já que o beneficiamento de minérios via seca não precisa de construção de barragens de rejeitos nem captação de água do meio ambiente, existe um ganho real na produtividade, além de uma enorme economia de recursos: menos energia utilizada, menos etapas de produção, menos equipamentos no processo… É uma operação mais simples e segura para todos!

Como evitar futuros rompimentos de barragens de rejeitos?

O que aconteceu em Brumadinho foi o rompimento de uma barragem de rejeitos, que continha água suja, resto do processo de beneficiamento via úmida da mineração. Entretanto, a Medição de Nível não é feita na barragem em si, não havendo necessidade da aplicação de instrumentos no local.

Com o rompimento das barragens de rejeitos de Mariana e de Brumadinho, ambas em Minas Gerais, a discussão sobre a necessidade de encontrar alternativas para a atividade da mineração no país veio à tona. Mas quais tipos de alternativas seriam essas?

A Medição de Nível acontece, na verdade, em poços profundos, para que seja feito o controle dos lençóis freáticos.

Mas o que é a Medição de Nível?

Medição de Nível é a forma que se controla determinado produto ou fluido, seja ele líquido ou sólido, dentro de um recipiente específico.

Por se tratar de uma indústria, a precisão, a exatidão e a repetibilidade são de extrema importância. Sem falar na grande responsabilidade sob o processo industrial que um instrumentista possui. Portanto, é dever de todo bom profissional de instrumentação usar o medidor de nível mais adequado para a sua operação.

Saiba mais sobre os processos desafiadores da medição de nível:

ebook

Uma Medição de Nível confiável traz diversos benefícios  para a operação, como segurança operacional, eficiência de processo, redução de perdas, dentre outros!

E que tipo de Instrumento é utilizado para realizar a Medição de Nível dos lençóis freáticos?

A gente sempre comenta que não existe tecnologia universal para a Medição de Nível mas, indicamos instrumentos de Medição de Nível contínuos para o processo. Eles são usados para:

  • Evitar transbordamentos, que levariam o conteúdo para uma bacia de contenção, podendo gerar um futuro rompimento;
  • Através do controle de nível, garantindo que a bomba de poço não puxe o ar e acabe cavitando;
  • Manter o controle do lençol freático para que, caso os transbordamentos ocorram, seja possível resolver a situação antes que os rejeitos sejam acumulados, impactando, mais para frente, a barragem.

Normalmente, o Sensor de Nível Ultrassônico Multiplexado é usado na Medição de Nível, mas não é o ideal, pois podem ocorrer incrustações no sensor, atrapalhando a medição.

Por isso, instrumentos com a tecnologia RF Admitância são os mais indicados para a Medição de Nível no processo.

E aí? Entendeu ainda mais sobre as alternativas à barragens de rejeitos?

O Setor de Mineração é o maior responsável por mortes no trabalho ao redor do mundo. É de suma importância que haja conscientização do trabalhador quanto aos requisitos que devem ser seguidos e respeitados em sua rotina de trabalho na mineração e também da empresa com seu empregado.

A empresa precisa respeitar os requisitos da norma e estar sempre em dia com suas obrigações em segurança do trabalho, além de procurar sempre a melhoria contínua na redução de acidentes, diminuindo, assim, o custo por causa de possíveis afastamentos de funcionários ou indenizações.

As leis estão aí para serem seguidas à risca. Assim, você evita que acidentes de trabalho possam ocorrer, o que acarretaria em prejuízos humanos, materiais e ao meio ambiente!

Sabemos que muitas vezes o ambiente de trabalho pode ocasionar diversos riscos aos trabalhadores.

Radiação, contato com agentes biológicos, eletricidade, máquinas e equipamentos, incêndios, armazenamento e transporte de materiais, manuseio de produtos perigosos e ferramentas manuais são alguns dos principais perigos enfrentados nos mais diversos tipos de ocupação.

A Segurança do Trabalho vem justamente para assegurar ao trabalhador e a empresa redução de fatores de risco ocupacionais.

Ela é fundamental para que não haja perigo a saúde e ao bem estar no seu ambiente de trabalho!

Assine a nossa newsletter e fique por dentro de outras dicas e novidades!

Obrigado pela leitura do nosso material e até a próxima!

FONTES

  • Mais de 35 anos de experiência em automação e controle de processos.
  • Mais de 13 mil horas de engenharia de aplicação on-site
  • Mais de 5000 soluções de instrumentação desenvolvidas