Biodigestores e a Biomassa de Cavacos de Madeira

Com a preocupação acerca da escassez e dependência de energias não renováveis, diversas indústrias precisam buscar soluções inteligentes para driblar problemas, como a poluição do meio ambiente e a falta de matéria-prima nos processos. 

Nesses casos, implantar tecnologias, como os biodigestores de cavaco, pode ser crucial para evitar desperdícios.

Por isso, neste artigo, iremos falar mais sobre biodigestores e o seu papel junto a biomassa de cavacos de madeira.

O que são os biodigestores?

Os biodigestores são compartimentos fechados onde ocorrem a decomposição de material orgânico, além da produção de biogás e biofertilizante.

Os materiais orgânicos utilizados no biodigestor podem ser os resíduos de produção vegetal (folhas, palhas, restos de cultura), animal (esterco e urina), de atividades humanas (fezes, urina, lixo doméstico) e resíduos industriais.

A decomposição sofrida pelo material orgânico que está dentro do biodigestor chama-se digestão anaeróbica, pois é realizada através da atividade de bactérias anaeróbicas.

Existem diversos tipos de biodigestores e cada um tem as suas características de operação diferentes. Essas características dependem do tipo de material que é utilizado, condições do ambiente em que se encontram e outros outros fatores.

Basicamente, um biodigestor é composto por um recipiente que abriga e permite a digestão do material orgânico. 

Para que a biomassa sofra a ação das bactérias, o interior do biodigestor é protegido do contato com o ar atmosférico. Além disso, ele também conta com um sistema de entrada do material que será digerido, um sistema de descarga do efluente (biofertilizante) e um armazenador de biogás (gasômetro).

Os biodigestores podem ser usados para o tratamento de rejeitos produzidos na agropecuária e de rejeitos industriais, principalmente os gerados em indústrias de alimentos, por exemplo.

A utilização dos biodigestores é muito positiva, pois contribui para reduzir a emissão de gases causadores do efeito estufa e a poluição dos recursos naturais. 

Outra vantagem é que os produtos resultantes da biodigestão podem ser reutilizados.

Fatores fundamentais para o processo de biodigestão

Os fatores fundamentais para que o processo de digestão ocorra são:

  • temperatura;
  • pH;
  • umidade e disponibilidade de nutrientes para as bactérias.

Esses três fatores são essenciais para que a biodigestão seja feita de forma mais eficiente, uma vez que eles influenciam o desenvolvimento e a atividade das bactérias digestoras.

O cavaco de madeira pode ser utilizado para a produção de biomassa?

A utilização de cavacos de madeira para a produção de biomassa representa uma alternativa renovável no cenário atual, em que a nossa matriz energética e o nosso cenário ambiental estão cada vez mais sobrecarregados.

Mas, para que a produtividade desse processo seja aproveitada de forma eficiente, é preciso um rigoroso controle de qualidade, impedindo a queda da conversão energética do material.

Portanto, para que as propriedades da madeira não sejam perdidas, o ideal é trabalhar com ela ainda seca, picada no campo e com o transporte dos cavacos realizado o mais cedo possível, já que eles tendem a absorver umidade quando estão estocados a céu aberto.

Conclusão

Com o gasto cada vez maior de matérias primas não renováveis para a geração de energia, soluções inteligentes e eficientes precisam ser tomadas.

Para que não exista desperdício de matérias-primas, é importante escolher instrumentos que sejam eficientes para os processos e que não causem alarmes falsos e paradas de planta não programadas.

É importante também buscar um fabricante que realmente esteja comprometido em ajudar você a enfrentar o seu problema de medição de nível mais específico.

Não deixe de assinar a nossa newsletter para se tornar especialista no assunto.

FONTES

  • Mais de 35 anos de experiência em automação e controle de processos.
  • Mais de 13 mil horas de engenharia de aplicação on-site
  • Mais de 5000 soluções de instrumentação desenvolvidas