Engenharia de Controle e Automação: uma Profissão de Sucesso na Instrumentação Industrial

Se você já esteve em nosso blog outras vezes, provavelmente já esbarrou em posts em que o tema era sobre o profissional de Engenharia, como o Engenheiro Instrumentista ou o Engenheiro de Segurança do Trabalho. Além disso, aqui no blog já falamos sobre a Engenharia como um todo. Nesse post, iremos falar um pouco mais sobre a Engenharia de Controle e Automação.

Continue lendo e entenda mais sobre esta função tão importante!

O que é a Engenharia de Controle e Automação?

A Engenharia de Controle e Automação é a área dentro da engenharia voltada para projetos de máquinas automáticas e controle de processos industriais. Para isso, são utilizados diversos elementos, como os sensores, atuadores, ferramentas de controle e de supervisão, por exemplo, além de outros métodos que utilizem os recursos elétricos, mecânicos e da computação.

O objetivo da Engenharia de Controle e Automação é o de conceber máquinas e sistemas que automatizam processos industriais.

Você já deve imaginar o que é a Automação Industrial, mas caso não saiba, ela surge para substituir o esforço físico e mental de pessoas em atividades perigosas, repetitivas ou inseguras e, além disso, garantir a máxima qualidade e eficiência dos processos.

“Controle” e “Automação”, inclusive, já foram termos que geraram conflitos entre eles, no sentido de qual seria o mais correto.

“Automação” é um neologismo originado do inglês “automation”, e está associado ao uso de máquinas eletromecânicas para facilitar o trabalho do ser humano ou estender sua capacidade física e mental.

Já “Controle” está associado ao uso de equipamentos eletrônicos, também chamados “controladores”, que, sem auxílio humano, cuidem de um sistema para que ele se comporte da maneira desejada.

Alguns exemplos de sistemas de controle e automação são: robôs industriais, linha de montagem de automóveis, casas inteligentes, caldeiras automáticas, refinarias de petróleo, sistemas de controle de nível em reservatórios, etc.

Pirâmide da Automação Industrial

A Pirâmide da Automação Industrial é uma boa forma de entender um pouco mais sobre a automação como um todo. Ela é um diagrama que representa, de forma hierárquica, os 5 diferentes níveis de controle e trabalho em Automação Industrial.

Pirâmide da Automação Industrial é um diagrama que representa, de forma hierárquica, os 5 diferentes níveis de controle e trabalho em Automação Industrial.

Os diferentes níveis de controle de automação industrial estão expostos na Pirâmide da Automação Industrial. Desde os equipamentos e dispositivos em campo até o gerenciamento corporativo da empresa. Cada instância que compõe a automação de uma empresa está hierarquicamente representada.

O objetivo de organizar a hierarquia da automação industrial visualmente, em forma de pirâmide, reside em mostrar a interdependência de cada um dos níveis de controle e de trabalho existentes no setor industrial.

Como tudo se relaciona na prática, o topo da pirâmide não é nada sem sua base!

Ou seja, se os instrumentos de medição de nível que você estiver usando, por exemplo, não estiverem correspondendo às expectativas de produção estipuladas pelos responsáveis por garantir que a planta de produção funcione como deve, tudo desanda.

Estar ciente do contexto em que está inserido, agrega bastante valor para você como profissional de Automação ou Instrumentação Industrial.

Mas qual é a diferença entre a Automação e a Instrumentação?

Automação vem do latim Automatus, que significa “mover-se por si só”. Logo, o objetivo principal da Automação Industrial é fazer com que os mecanismos de uma máquina cuidem do seu próprio funcionamento, evitando ao máximo intervenção do ser humano.

Além disso, a Automação Industrial aperfeiçoa os processos e reduz os custos.

E na prática?

A Automação Industrial é muito abrangente, atingindo desde portas eletrônicas e elevadores até robótica em linhas de produção.

Para que a Automação Industrial seja colocada em prática, os profissionais da área utilizam uma ciência que visa o aumento da eficiência dos processos de fabricação, assim como a geração de um produto com qualidade superior e baixo custo ao mesmo tempo.

Essa ciência é conhecida como Instrumentação Industrial.

Nesse post, iremos falar um pouco mais sobre uma área específica da Engenharia: a Engenharia de Controle e Automação. Clique e confira!

A Instrumentação Industrial é indispensável quando o trabalhador deseja ter alguns resultados em suas máquinas, como o aumento da produção e do rendimento, a coleta de dados sobre a matéria prima, por exemplo.

É bem comum pensarem que Automação e Instrumentação são a mesma coisa. Entretanto, mesmo as duas estando relacionadas e juntas, na prática, ainda existem diversas diferenças nessas áreas.

A Automação Industrial procura oferecer técnicas e formas de diminuir a mão-de-obra em um processo, gerando, assim, métodos eficazes para substituir o trabalho manual por máquinas ou robótica. Podemos tomar como exemplo a exploração espacial. Já que ainda é muito arriscado enviar um ser humano para realizar esta exploração, é possível enviar robôs, que são controlados aqui da Terra mesmo!

A Instrumentação Industrial, por outro lado, foca em como aperfeiçoar o controle e desempenho de processos industriais, como o aumento de segurança de máquinas e trabalhadores. Um exemplo são os instrumentos utilizados para controle de nível em processos de produção, como as Chaves de Nível e os Transmissores de Nível.

Esperamos ter ajudado você a entender um pouco mais sobre a área de Engenharia de Controle e Automação!

A otimização de custos em função da produtividade está fazendo todas as indústrias de pequeno, médio e grande porte aderirem a instrumentos que utilizam tecnologias de Automação e Instrumentação Industrial.

É importante buscar um fabricante que realmente esteja comprometido em ajudar você a enfrentar os seus desafios na indústria.

Esperamos que a partir de agora você tenha mais segurança acerca das tecnologias mais adequadas aos seus processos.

Não se esqueça de assinar a nossa newsletter e obrigado pela leitura do nosso material!

FONTES

  • Mais de 35 anos de experiência em automação e controle de processos.
  • Mais de 13 mil horas de engenharia de aplicação on-site
  • Mais de 5000 soluções de instrumentação desenvolvidas