Instrumentista Industrial – Saiba tudo sobre a profissão

O Instrumentista Industrial é um profissional importantíssimo para a Indústria de Transformação, Química e de Alimentos.
As grandes corporações tem encontrado dificuldade na hora de preencher o seu quadro de vagas e têm buscado cada vez mais por profissionais capacitados em Instrumentação Industrial.

A Confederação Nacional das Indústrias (CNI) fez um estudo e constatou que pelos próximos anos o Brasil vai precisar de mais de 7 milhões de trabalhadores técnicos.

A CNI também constatou que mais de 1 milhão dessas oportunidades serão para jovens que ainda nunca trabalharam.

A Instrumentação é a base para o controle de processos na indústria. É a área responsável por sustentar toda a Pirâmide da Automação Industrial.

O controle de processos industriais é usado para detectar um grande número de variáveis. Variáveis físicas como vazão, temperatura, pressão e nível são controladas simultaneamente em boa parte dos processos industriais.

O papel do instrumentista industrial é justamente atuar diante dessas variáveis presentes nos mais diversos processos da indústria.

 

Qual a importância do Instrumentista Industrial?

O instrumentista é um dos profissionais mais bem qualificados que existem, pois está atuando diretamente nas áreas da eletroeletrônica, pneumática, hidráulica, mecânica, química, informática, fora o fato que tem que entender como funciona um processo industrial, ou no mínimo parte dele, para conseguir atender satisfatoriamente a produção, interferindo diretamente na qualidade do produto, nos impactos ambientais, na redução de custos e perdas, na proteção do processo e segurança operacional.

O instrumentista realiza a instalação, comissionamento e manutenção em equipamentos utilizados para controle de processos industriais com atuação nos diversos segmentos da indústria.

Afinal, o que faz um Instrumentista Industrial?

  • Instalação
  • Calibração
  • Comissionamento
  • Manutenção

Instalar, Calibrar, Comissionar e Manter os instrumentos e equipamentos utilizados para controle de processos industriais com atuação nos diversos segmentos da indústria.

É isso que faz um instrumentista.

Aprofundando as funções do instrumentista industrial, temos que ele é o profissional responsável por especificar, montar, testar, manter, comissionar e conservar a integridade e qualidade dos instrumentos utilizados no processo industrial tanto em instrumentos de medição quanto nos elementos finais de controle.

Além disso, é de responsabilidade do instrumentista adequar suas instalações para melhor performance dos instrumentos a fim de atender às necessidades que a produção que destina seu trabalho exigem.

Portanto, o instrumentista industrial faz parte da equipe que dá o chamado start-up de um sistema, equipamento ou instrumento.

Ele acompanha a instrumentação industrial desde a sua elaboração, passando pela instalação, calibração, comissionamento e manutenção no laboratório da indústria que trabalha.

A calibração é outro passo de suma importância no processo em que o instrumentista atua.

Trata-se de um ponto determinante na produtividade e na qualidade do processo industrial.

A calibração estabelece, sob condições específicas, em um primeiro momento, uma relação entre os valores e as incertezas de medição fornecidos pela instrumentação.

E em um segundo momento, a calibração se utiliza desta informação gerada para estabelecer uma relação visando a obtenção de um resultado. É uma rotina do instrumentista, assim como o comissionamento.

Comissionamento é a dinâmica de segurança no intuito de garantir que os sistemas e componentes de uma instalação industrial sejam projetados, instalados, testados, operados e mantidos de acordo com as necessidades e requisitos operacionais próprios de cada operação ou exigidos pelo proprietário.

O comissionamento pode ser aplicado tanto a novos empreendimentos quanto a unidades e sistemas existentes em processo de expansão, modernização ou ajuste.

Na prática, o processo de comissionamento consiste na aplicação integrada de um conjunto de técnicas e procedimentos de engenharia para verificar, inspecionar e testar cada componente físico do empreendimento.

Além disso, o Instrumentista Industrial é o profissional que faz a manutenção em laboratório de sistemas industriais.

Ele executa serviços elétricos, eletrônicos, eletromecânicos, eletro‐hidráulicos, eletropneumáticos e de redes industriais; implementa propostas técnicas, instalando, configurando, mantendo e inspecionando sistemas e equipamentos.

Em resumo, o instrumentista procede à execução e ao controle da manutenção corretiva e preventiva de sistemas industriais.

O vídeo abaixo apresenta o testemunho de um Instrumentista Industrial sobre seu dia a dia de trabalho. O vídeo foi elaborado pelo SENAI-RJ e ilustra bem a rotina de instalação, comissionamento e manutenção de aparelhos, atividades principais de um instrumentista industrial.

Quanto ganha um Instrumentista Industrial?

Os ganhos iniciais ficam entre R$ 1.300,00 e 1.500,00.

Entretanto, com a experiência em decorrência dos anos de atuação na profissão, ou seja, cerca de 5 e 7 anos, a média salarial pode ir até 4.300,00, incluindo um adicional de 30%.

Instrumentistas podem ganhar salários de R$ 1.300 a R$2.200 (níveis de 1 a 3), com adicional de periculosidade de 30%. A disponibilidade para viagens é um diferencial tanto para a contratação como para a remuneração.

Em todos os casos, a carga de trabalho é, na maioria das vezes, bastante dinâmica. Mais do que isso, a responsabilidade é enorme, pois além das ações do instrumentista estarem diretamente relacionadas com a funcionalidade e operacionalidade de processos industriais, a lucratividade do negócio está em jogo também.

Perfil do profissional formado em Instrumentação Industrial

Um bom profissional da área de Instrumentação Industrial deve gostar muito de tecnologia e ter afinidade com Ciências Exatas.

O desenvolvimento de sistemas automatizados requer muito estudo, concentração e capacidade de resolver problemas.

Outra característica importante para este profissional é a capacidade de trabalhar em equipe, já que os projetos de modernização dos processos industriais costumam envolver um time com profissionais de diferentes áreas.

Quando as empresas buscam automatizar seus processos, elas desejam aumentar sua competitividade no mercado utilizando as tecnologias mais modernas que existem. Por esta razão, o tecnólogo em Automação Industrial deve estar sempre atento às tendências tecnológicas de sua área.

Esperamos ter ajudado você a entender um pouco mais sobre a profissão de Instrumentista Industrial!

Esperamos que a partir de agora você tenha segurança para tratar sobre a importância do instrumentista para o setor industrial. Falamos sobre suas principais tarefas no dia a dia de uma indústria. A Medição de Nível é uma atividade que está no cotidiano do instrumentista industrial. Preparamos um eBook especial sobre isso. Além disso temos uma postagem com tudo que você precisa saber sobre Medição de Nível.

Para finalizar, ainda ressaltamos o contexto da Automação Industrial, área que o instrumentista desempenha função primordial, na instalação, comissionamento e manutenção de instrumentos e equipamentos, ocupando a base da Pirâmide.

Não esqueça de assinar nossa newsletter e ficar por dentro de todas as dicas que passamos para você ser um especialista em Instrumentação e Controle.

Obrigado pela leitura de todo esse material e até a próxima!

FONTES

  • Mais de 35 anos de experiência em automação e controle de processos.
  • Mais de 13 mil horas de engenharia de aplicação on-site
  • Mais de 5000 soluções de instrumentação desenvolvidas
  • SENAI. Automação: Fundamentos de Instrumentação
  • FRANCHI, C. L. Instrumentação de Processos Industriais: Princípios e Aplicações
  • SENAI. Programa de Certificação Pessoal de Instrumentação Básica