Medição de Nível Por Radar – Por que a poeira é um problema?

Se você olhar nossos posts antigos, temos bastante conteúdo sobre Medição de Nível. Nesse post, porém, vamos falar mais profundamente sobre a Medição de Nível por Radar e por que a poeira interfere na medição.

Qual a importância da Medição de Nível?

A demanda sobre o controle de processos cresce a cada dia e manter um controle adequado é de fundamental importância para toda a empresa, desde o trabalhador em campo até os altos executivos.

A redução dos custos de produção e aumento do foco em segurança do trabalho são os principais responsáveis por esta crescente demanda!

O principal objetivo da Medição de Nível é manter o controle do processo produtivo. Se a medição é eficiente, há um maior rendimento da produção, pois os processos serão feitos sem interrupções.

A Medição de Nível é um elemento fundamental dentro de um sistema de calibração de tanques/silos/caixas. Medições de Nível mais precisas aumentam significativamente a eficiência da planta.

Por exemplo: se um silo de grãos precisa estocar uma certa quantidade de material o tempo inteiro, mas não utiliza-se a capacidade máxima deste silo por limitações da faixa de medição do equipamento que efetua a medição, a unidade de produção poderá estocar, ensacar e/ou expedir pouco produto final.

Se você olhar nossos posts antigos, temos bastante conteúdo sobre Medição de Nível. Nesse post, porém, vamos falar mais profundamente sobre a Medição de Nível por Radar e por que a poeira interfere na medição.

A Medição de Nível também é feita para garantir um meio ambiente de trabalho seguro. Imagine o transbordamento acidental de um tanque de ácido causado por uma medição imprecisa?

Pode gerar resultados catastróficos!

Assim como falamos de um incidente envolvendo ácido, também poderíamos usar diversos outros tipos de materiais comuns na indústria, como inflamáveis, reagentes e outros.

A Medição de Nível por Radar nas indústrias

A Medição de Nível em pó é feita em indústrias de mineração, calcinação, siderúrgicas, cimenteiras, alimentícias, agrícolas, cerâmicas, argamassas, embalagem, químicas, farmacêuticas, e muitos outros segmentos industriais que se possa imaginar.

A Medição de Nível em pó é mais complexa do que a medição em líquidos, pois quando falamos em pó, estamos falando de poeira em suspensão, incrustação e uma força de arraste muito grande.

Além disso, existem ambientes que são ou muito pressurizados ou que possuem pressão negativa!

Um clássico exemplo de uma instrumentação de nível ineficiente é a aplicação de Radares de Pulso em processos que possuem vácuo. As ondas dos medidores utilizados não se propagam no vácuo.

É comum encontrarmos Radares de Pulso instalados em silos de estocagem de pós (tanto de armazenamento de produtos finais quanto materiais a granel, como cimento ou outro tipo de farelo), pois eles atingem até 120 metros de faixa de medição.

Os principais desafios da medição de nível em pó são:

  • Pó em suspensão
  • Incrustação
  • Pressão negativa
  • Ambiente muito pressurizado
  • Força de arraste muito grande
  • Vibração no processo

Como evitar problemas, desperdícios e gastos desnecessários?

Como dizemos sempre: não existe tecnologia universal para a Medição de Nível. Cada processo tem as suas necessidades e uma avaliação precisa ser feita.

Mas mesmo assim, é importante ficar atento aos desperdícios que podem estar ocorrendo na indústria em que você trabalha!

É preciso encontrar um equilíbrio entre o custo do produto, estresse ao meio ambiente que um transbordamento possa causar e gastos com manutenções antes de decidir qual instrumento de Medição de Nível será escolhido.

Esperamos ter ajudado você a entender um pouco mais sobre Medição de Nível em Pó nas indústrias!

Se quiser saber TUDO sobre a Medição de Nível em pó nas indústrias, você pode baixar o nosso eBook gratuito clicando aqui!

Você agora já sabe qual é a importância da Medição de Nível em uma operação, sabe dos desafios e problemas diários que enfrenta com a sua instrumentação
e agora também já sabe como resolver isso.

Agora só depende de você! A otimização de custos em função da produtividade está fazendo todas as indústrias de pequeno, médio e grande porte aderirem aos instrumentos que utilizam tecnologias de Automação e Instrumentação Industrial.

Chegou o momento de dar um upgrade na operação em que você trabalha. Converse com o seu superior e ajude ele a dar um basta nas cobranças em relação a produtividade da sua planta.

O próximo passo é buscar um fabricante que realmente esteja comprometido em ajudar vocês a enfrentarem o seu problema de medição de nível mais
específico.

Esperamos que a partir de agora você tenha total segurança das tecnologias mais adequadas aos processos que envolvem incrustação, espuma, pó em suspensão e interfaces complexas.

FONTES

  • Mais de 35 anos de experiência em automação e controle de processos.
  • Mais de 13 mil horas de engenharia de aplicação on-site
  • Mais de 5000 soluções de instrumentação desenvolvidas