3 razões para investir em Medição de Nível agora

Quer saber as razões para investir em Medição de Nível? Neste texto eu trago 3 razões para investir em Medição de Nível agora!
Investir em Instrumentação Industrial vale muito a pena para evitar os temidos gargalos de produção. Isso mesmo, aqueles problemas que atravancam a produtividade de uma indústria.

Resultado que não vai bem, é mais uma razões para investir em Medição de Nível

Para você que diariamente recebe cobranças de como está o andamento da produtividade da sua operação, propomos um exercício. Você vai se surpreender com o resultado.

Pergunte a qualquer colega seu, profissional técnico experiente que também trabalha na indústria de transformação, qual é a importância da Medição de Nível. Caso você seja um estudante, também levante essa questão para o seu professor do curso de Automação ou Instrumentação Industrial.

Com certeza ele lhe dirá que medir o nível é fundamental.

A automação, mecanização e medição de nível feitas de maneira correta ao longo de um processo industrial fazem toda a diferença na produtividade de uma instalação.

Para garantir a sustentabilidade ambiental e financeira da planta, é imprescindível estar equipado com instrumentos que forneçam uma medição confiável e precisa.

Fique de olho na qualidade dos seus sistemas de medição de nível e investir da melhor maneira na sua instrumentação.

Abaixo apontamos as principais razões para investir em Medição de Nível.

3 razões para investir em Medição de Nível o mais rápido possível

1) SEGURANÇA OPERACIONAL

Medição de Nível é uma questão de segurança.

Assim como você não ousaria andar pela planta sem seu EPI (Equipamento de Proteção Individual), pois sabe o quão importante é a prevenção de acidentes, escolher o sistema de nível mais barato pode acabar custando muito caro.

O enchimento de tanques ou vasos acima de suas capacidades máximas pode causar acidentes gravíssimos, sem falar em transbordamentos e paradas de planta não programadas.

São problemas que criam os temidos gargalos de produção. Não é isso que você e nem ninguém que trabalha em função da produtividade de uma planta deseja para o trabalho que você é o encarregado.

No caso de acidentes envolvendo a medição de substâncias quentes, inflamáveis, corrosivas ou de alta granulometria, as consequências podem ser desastrosas.

O monitoramento eficaz do nível cria um ambiente seguro e produtivo, evitando assim todos os possíveis eventos negativos, além de adequar sua instalação às mais duras exigências dos órgãos regulatórios.

2) EFICIÊNCIA DE PROCESSO

Não é raro visitarmos instalações pouco modernas e consequentemente aquém de toda a produtividade que elas poderiam desempenhar. Nessas instalações, ao longo do dia vários profissionais se deslocam para cima e para baixo com fitas métricas, trenas e réguas. Todos correndo e mensurando de forma manual o nível de diversas etapas do processo produtivo.

Apesar de extremamente criativo, tais operações são assoladas por altos custos de pessoal e baixa produtividade

Sem falar que a gente não pode confiar apenas no “olhômetro” de uma medição de nível direta.

Não existe mistério, uma medição de nível precisa aumentar a eficiência do processo industrial. Um bom exemplo de corte de custos que podemos trazer para você é a estocagem.

Se uma operação precisa ter em estoque sempre uma quantidade de material, mas seus silos de estocagem não estão sendo utilizados na sua capacidade máxima, esta instalação invariavelmente será obrigada a comprar e manter silos de estocagem adicionais.

O uso eficiente da capacidade de armazenamento da planta pode ser atingido através do controle do nível, eliminado o custo extra de comprar e manter outras unidades de armazenamento.

É isso que entendemos como sendo um processo verdadeiramente eficiente.

3) SUPRIMENTO CONSTANTE é sinônimo de QUALIDADE

A maioria dos processos requer um suprimento constante de matéria prima ou reagentes para produzir um bem final de qualidade ou podemos estar diante de sérios riscos de não conformidade.

Aliar altos padrões de qualidade a elevadas taxas de produtividade é impossível se os diversos “inputs” forem entregues de forma não homogênea, em quantidades variáveis, ou se houver falta ou excesso de produto na linha de produção.

A implementação de um silo/tanque de estocagem entre a entrega e o processo age portanto como um atenuador dessas variações.

Caso o nível na unidade de armazenamento seja sempre mantido dentro de um range ideal, a quantidade/volume de matéria prima obtida através do abastecimento ser elevada ou cair sem afetar a quantidade alimentada ao processo, e portanto sem afetar a qualidade do produto final.

Espero ter ajudado você a saber o porquê de investir em Medição de Nível!

Obrigado pela leitura de todo esse material preparado especialmente para você que está diariamente em instalações industriais.

Assine nossa newsletter para companhar conteúdo de qualidade sobre o universo da Instrumentação Industrial.