Medição em ambientes adversos: o que você precisa fazer para manter a eficiência da planta

Você compreende que, para a Medição de Nível em ambientes adversos, ter total atenção e conhecimento na hora de escolher o Sensor de Nível mais apropriado é essencial? 

Continue lendo o post e descubra o que é um ambiente adverso e como escolher os melhores instrumentos!

Quais os riscos de utilizar um Sensor de Nível em ambientes adversos?

A Medição de Nível em ambientes adversos ou agressivos, exige maior cuidado com o Sensor de Nível utilizado. É preciso que haja uma identificação bem detalhada do local em que o sensor será aplicado.

Podemos utilizar a indústria alimentícia e a química como exemplos de ambientes adversos, onde um Sensor de Nível seria aplicado. Esse tipo de indústria exige um controle muito preciso do processo produtivo. Entretanto, são processos nos quais existem altos níveis de corrosão, temperatura e pressão, que podem afetar a medição e até mesmo a estrutura física do instrumento escolhido.

É de extrema importância fazer uma identificação precisa do ambiente em que o Sensor de Nível será instalado e verificar se ele atende à todas as normas e requisitos mínimos que garantam a segurança do trabalhador.

Assim, acidentes de trabalho são evitados e danos ao Sensor de Nível também!

Podemos citar a NR-10 e a NR-12 como as normas fundamentais na área de controle e automação.

  • A NR-10 cria condições mínimas de segurança aos trabalhadores que estão sujeitos a riscos elétricos. Esta norma se aplica às etapas de projeto, construção, montagem, manutenção das instalações elétricas e qualquer trabalho realizado nas proximidades.
  • A NR-12, que é referente à Máquinas e Equipamentos, concebe todas as normas necessárias de segurança aos locais de instalação de máquinas e equipamentos, desde projetos, fabricação, importação, até comercialização.

Equipamentos Radiométricos em ambientes adversos

Os equipamentos Radiométricos podem ser instrumentos de medição, como as Chaves e Transmissores de Nível, que utilizam a tecnologia Radiométrica e funcionam como qualquer outro tipo de instrumento para controle de nível.

O diferencial destes equipamentos é que são utilizadas fontes radioativas e emitidos raios gama para que a detecção de nível seja feita. Os equipamentos podem ser instalados fora dos reservatórios em que será feita a medição, evitando contato com o produto que estiver armazenado.

Por essas razões que os equipamentos Radiométricos são as melhores escolhas para a medição em ambientes adversos!

Como é feita a Medição de Nível com os equipamentos Radiométricos?

A radiação gama é atenuada ao passar pelo local em que a medição será feita, seja em um silo ou em um tanque, por exemplo. E essa atenuação é medida por um detector. A extensão em que a radiação é atenuada depende do nível, e quanto mais alto o nível, menos radiação chegará ao detector. 

Dessa forma, o nível pode ser monitorado de maneira confiável, independentemente da pressão, temperatura, viscosidade, cor e de todas as propriedades químicas que prejudicam outros instrumentos de medição.

Trabalhar com Fontes Radioativas é mais seguro do que você imagina

A maior dúvida em relação aos equipamentos Radiométricos não diz respeito à precisão da medição, mas sim, à sua segurança.

De fato, a radiação não deve ser tratada levianamente, visto que existem diversos processos burocráticos que devem ser cumpridos para poder utilizá-las. Uma exposição à níveis excessivos podem causar danos celulares e até a morte, mas são casos que raramente acontecem.

Se todas as normas da Radioproteção forem seguidas, você estará mais exposto à radiação quando voar de avião do que trabalhando ao lado de equipamentos que possuam fontes radioativas.

Os equipamentos que utilizam fontes radioativas em suas operações são tão seguros quanto qualquer outro tipo de tecnologia, desde que todas as normas sejam seguidas.

As vantagens de utilizar fontes radioativas na medição, é que os instrumentos não são afetados pela maioria dos desafios da Medição de Nível, principalmente os presentes nos ambientes adversos mencionados neste post.

Além disso, a instalação dos Radiométricos, calibração e até mesmo a atualização de sistemas obsoletos, podem ser feitos sem que haja interferência ou parada no processo industrial.

Por último, a Medição de Nível feita com fontes radioativas, possui qualidade e precisão extremas, mecanismos de altíssima segurança, alta durabilidade e, seguindo um Plano de Radioproteção correto, os riscos são quase nulos.

Se você é um Engenheiro de Projetos, com certeza deve saber que, ao escolher o Sensor de Nível, devem ser considerados diversos fatores fundamentais. Em algumas situações, as propriedades dos materiais que compõem o Sensor de Nível tornam-se o fator determinante em relação à outras propriedades dele.

É nesse momento que entra a necessidade de um especialista técnico ou consultor da área auxiliando o projetista, pois juntos, devem garantir a excelência do projeto, chegando a um resultado satisfatório e à confiabilidade do projeto.

O custo pode ser considerado um dos maiores fatores que gera dor de cabeça na indústria. É muito difícil de evitar e é por isso que a seleção de um Sensor de Nível ideal, principalmente se houver ambientes adversos, deve ser muito bem feita! 

Trabalhar com fabricantes confiáveis garante um alto grau de confiabilidade para a operação como um todo.

Preparamos um eBook especial com tudo sobre a Medição de Nível e você pode baixá-lo gratuitamente.

Não esqueça de assinar a nossa newsletter para ficar por dentro de todas as dicas. Seja um especialista em Instrumentação e Controle.

Obrigado pela leitura de todo esse material e até a próxima!

E não deixe de assinar a nossa newsletter!

FONTES

  • Mais de 35 anos de experiência em automação e controle de processos.
  • Mais de 13 mil horas de engenharia de aplicação on-site
  • Mais de 5000 soluções de instrumentação desenvolvidas
  • NR-10
  • NR-12