Minerodutos – Para Que Servem?

A economia do Brasil sempre andou lado a lado com a mineração. Desde os tempos coloniais, o Brasil transformou a mineração em um dos setores básicos da economia nacional. O solo está cheio de recursos que podem ser usados na indústria e a mineração tem o papel fundamental de recolhê-los e usá-los da melhor forma possível! Para transformar o minério extraído, uma das formas mais eficientes que estão disponíveis é o uso de minerodutos.

A economia do Brasil sempre andou lado a lado com a mineração. Desde os tempos coloniais, o Brasil transformou a mineração em um dos setores básicos da economia nacional. O solo está cheio de recursos que podem ser usados na indústria e a mineração tem o papel fundamental de recolhê-los e usá-los da melhor forma possível! Para transformar o minério extraído, uma das formas mais eficientes que estão disponíveis é o uso de minerodutos.

O que são os minerodutos?

A estrutura do mineroduto é composta por um cano que transporta a polpa de minério, composta por 35% de água e 65% de sólidos, como o minério de ferro, por exemplo.

A polpa é bombeada por centenas de quilômetros até o processamento final. Além da água, os minerodutos também utilizam energia elétrica para o transporte da polpa.

Quais as vantagens e desvantagens de se utilizar minerodutos no transporte de minérios?

O uso de minerodutos é avaliado como a opção menos poluente e mais barata do que outras alternativas, como o transporte em rodovias ou ferrovias. Os minerodutos emitem menos poluentes, como dióxido de carbono e enxofre, gerando menos gastos para a mineradora e também a diminuição de impactos ambientais.

Infelizmente, nem tudo é perfeito!

A maior preocupação no uso destes sistemas de transporte de minerais é o gasto de água necessário para realizar o processo. A quantidade de água utilizada para bombear o minério pelo mineroduto, dependendo da distância, pode abastecer grandes cidades e essa informação não deve ser recebida de forma leviana!

As mineradoras justificam a aplicação dizendo que, com o uso de água não potável, vinda de rios poluídos, por exemplo, o impacto para a população não seria grande. Outra opção seria o reaproveitamento da água usada no processo.

Outra desvantagem que poderia impossibilitar ou comprometer a aplicação de minerodutos para o transporte de minérios é o desmatamento e a terraplanagem de grandes áreas. A fauna e a agricultura dessas áreas poderia ser afetada de forma significativa!

E, afinal, compensa ou não a implementação de minerodutos?

Como qualquer grande projeto de grandes impactos, análises e planejamentos precisam são necessários. Os pontos levantados neste artigo, como o impacto ambiental e os custos, são fundamentais antes da implementação de minerodutos.

A Segurança do Trabalho também é fundamental, uma vez que o setor de mineração é um dos que mais ocorrem acidentes!

Assine a nossa newsletter fique por dentro de outras dicas e novidades!

Obrigado pela leitura do nosso material e até a próxima!

FONTES

  • Mais de 35 anos de experiência em automação e controle de processos.
  • Mais de 13 mil horas de engenharia de aplicação on-site
  • Mais de 5000 soluções de instrumentação desenvolvidas