Por que a Chave de Nível tipo boia não é a melhor opção para aplicações industriais?

A escolha da melhor Chave de Nível depende das demandas do processo. Assim como não é o ideal escolher Chaves caras para processos simples, não se deve escolher as mais baratas para processos complexos.

Descubra quais as chaves ideais lendo o post!

O que são e como funcionam as Chaves de Nível?

As Chaves de Nível são instrumentos de precisão, utilizados na indústria para auxiliar o controle de processos. Elas são feitas para atuar em determinados pontos fixos de nível. Estes pontos fixos são valores em Chaves de Nível que, uma vez alcançados, exigem o desencadeamento de alguma ação necessária para a operação ou para a segurança do sistema em que o instrumento está inserido, como, por exemplo, a interrupção no fornecimento de grãos em um silo que atingiu o nível ideal.

Por exemplo: Chaves de Nível podem ligar uma bomba, acionar um alarme ou desencadear uma sequência de operações automáticas quando o nível atinge um ponto fixo, informado à elas através de ajustes determinados.

O controle de processo promovido pelas Chaves de Nível têm como objetivo controlar melhor o fluxo de matérias-primas, além de evitar a cavitação de bombas, os transbordamentos e, consequentemente, as paradas de planta não programadas, bem como diversos impactos gerados para o patrimônio de uma empresa.

Possuir em suas aplicações uma Chave de Nível de grande confiabilidade é garantia de eficiência na sua planta industrial

3 características para levar em consideração!

Quando se trata de fazer a melhor escolha entre as Chaves de Nível, é importante ter conhecimento sobre essas proximas caracteristicas 

Indicação e Controle

Os indicadores de medição de nível permitem a verificação localmente. Eles exigem que o operador interprete a medição para, só a partir daí, tomar as medidas adequadas.

Indicadores também são usados frequentemente para ajudar na calibração dos sistemas de controle. Os sistemas de controle automático, ou sistemas em malha fechada, são capazes de controlar o nível em um recipiente eletronicamente.

Um dispositivo de medição de nível, combinado a um transmissor, gera um sinal eletrônico, que é proporcional ao nível no recipiente. O sinal é recebido por um controlador, que opera outros dispositivos (válvulas, bombas, etc.), fiscalizando a quantidade de produto que entra e sai de um recipiente.

Medição Pontual e Contínua

As Chaves de Nível (medição pontual), podem ser usadas em conjunto com Transmissores de Nível (medição contínua) em medições de nível para um ponto único, seja este intermediário, alto ou baixo.

No entanto, as Chaves de Nível são utilizadas sozinhas para indicar simplesmente se o local em que ela está se encontra cheio ou não. Limitações de tamanho e espaço, bem como a aplicação, determinarão as características do sistema ideal.

Medição com Contato e Sem Contato

Em uma medição com contato, é fundamental que parte do sistema de medição tenha uma relação direta com o conteúdo do recipiente. A RF Admitância e os Radares de Onda Guiada, são os dois melhores exemplos de tecnologia aplicada à Medição de Nível.

Já se tratando de medição sem contato, nenhuma parte do sistema de medição toca diretamente o conteúdo do tanque. Métodos sem contato são indicados quando o meio a ser controlado é especialmente abrasivo ou corrosivo. Nestas aplicações, são propostos os equipamentos radiométricos.

Porém, em alguns dos casos, verifica-se uma perda de precisão na medição, devido à poeira ou pó em suspensão, ecos falsos na leitura e dificuldade de calibração em softwares complexos, específicos de cada fabricante.

E por que as Chave de Nível tipo boia não são a melhor opção para a maioria dos processos?

Essas soluções são bem simples e ainda amplamente usadas no mercado, por serem entendíveis e com custo da aplicação ser baixo, elas podem ser instaladas tanto na horizontal quanto na vertical.

A forma mais utilizada é na parte lateral do tanque, horizontalmente. Quando o nível aumenta ou diminui, a boia se movimenta junto e, através de uma haste, é feito, magneticamente, o acionamento do contato.

Por serem mais simples, o tempo de vida das Chaves de Nível tipo boia acaba sendo menor, já que esses sensores só funcionam para materiais que não oferecem muita resistência. Se o seu processo não requer um nível mais complexo de medição, esse sensor pode ser o que você procura!

É importante que você saiba bem quais são as suas necessidades antes de escolher o instrumento de Medição de Nível ideal. 

Não existe um que sirva para todos os processos!

É preciso pensar na relação de custo e benefício na hora de investir em um Instrumento de Medição de Nível. Podemos tomar como exemplo duas Chaves de Nível que têm a mesma função, mas com princípios tecnológicos – e preços – diferentes.

A mais em conta, que possui partes móveis feitas de plástico, como a Chave de Nível tipo boia, certamente funciona muito bem para medição de água potável. Agora, experimente utilizá-la na medição de nível de cal, por exemplo.

A chave até vai funcionar de início, mas com o aumento da coluna de cal, a flexão das partes plásticas começa a comprometer a precisão. 

Além disso, esse esforço certamente fará com que a boia danifique mais rápido, significando um MTBF (Mean Time Between Failures) muito menor. Em outras palavras, resulta em custos de manutenções frequentes, menor vida útil e, portanto, necessidade de substituição rápida.

Por outro lado, uma Chave de Nível com outro princípio, como a RF-Admitância, sem partes móveis, com bitola adequada, imune a incrustação ou pó em suspensão, sem dúvida terá  um custo mais elevado para o caso de medição de água potável. 

Ela, porém, será perfeita para a medição da cal, uma vez que terá longa vida útil, medindo com precisão e sem precisar de manutenções frequentes.

A escolha depende das suas necessidades, mas você não deve hesitar quando se trata de automatizar seus processos!

Chegou o momento de dar um upgrade na operação em que você trabalha. Converse com o seu superior e ajude-o a dar um basta nas cobranças em relação a produtividade da sua planta.

O próximo passo é buscar um fabricante que realmente esteja comprometido em ajudar vocês a enfrentarem um problema de medição de nível específico.

Esperamos que a partir de agora você tenha total segurança das tecnologias mais adequadas aos processos que envolvem incrustação, espuma, pó em suspensão e interfaces complexas.

Esperamos também que você tenha segurança para tratar de assuntos relacionados à Medição de Nível e falar acerca das tecnologias mais adequadas para os desafios enfrentados nas instalações da mais diversas indústrias.

Não deixe de assinar a nossa newsletter para se tornar especialista no assunto!

Obrigado pela leitura do nosso material e até a próxima!

FONTES

  • Mais de 35 anos de experiência em automação e controle de processos
  • Mais de 13 mil horas de engenharia de aplicação on-site
  • Mais de 5000 soluções de instrumentação desenvolvidas