Por que investir em engenharia mecatrônica na indústria?

Graças à evolução da tecnologia trazida na Indústria 4.0, diversos cargos ganharam e continuam ganhando destaque no mercado industrial. E a Engenharia Mecatrônica é um deles.

A Engenharia Mecatrônica é focada em projetar, desenvolver e implementar equipamentos mecânicos na indústria e que, através do uso da tecnologia, possibilita a automatização de processos. 

Neste post, você saberá mais sobre as razões de investir em engenharia mecatrônica na indústria. Boa leitura!

Por que investir em Engenharia Mecatrônica na sua indústria?

A visão que a Indústria 4.0 possui é a de trazer maior produtividade e eficiência através de processos de produção autogerenciados, em que pessoas, máquinas, equipamentos, sistemas logísticos, clientes e fornecedores estabelecem uma comunicação uns com os outros, assim como controlar processos em tempo real.

Metodologias de produção e logística integrados em todos os níveis da empresa, criam um ecossistema mais eficiente e flexível. 

A Indústria 4.0 ainda possibilita o surgimento de cadeias inteligentes de criação de valor, capazes de abranger todas as fases do ciclo de vida do produto, desde a ideia inicial, desenvolvimento, produção, uso e manutenção, até a reciclagem de um material.

E é aí que a Engenharia Mecatrônica entra em ação, uma vez que a indústria precisará de equipamentos de automação desenvolvidos e bem projetados para que tudo funcione perfeitamente.

Quais as funções de um engenheiro mecatrônico?

O profissional formado nesta área é responsável por todas as ações citadas acima, além de possuir a capacitação para operar também as máquinas e realizar a manutenção delas. 

Ele ainda pode trabalhar tanto com máquinas que funcionam de maneira autônoma, quanto máquinas ligadas a sistemas complexos, como equipamentos que controlam outros equipamentos, sem a intervenção humana. 

Além disso, o engenheiro mecatrônico pode também pesquisar, desenvolver e implantar programas que operem as máquinas.

Algo essencial no momento em que vivemos (após a Quarta Revolução Industrial) é lidar com Inteligência Artificial, robótica, automação, instrumentação e outros. E o profissional formado em engenharia mecatrônica pode desenvolver e atuar em tudo isso.

Mas é importante lembrar que o engenheiro mecatrônico precisa atuar sempre com o apoio de uma equipe formada por engenheiros de outras áreas, para que as suas ideias saiam do papel, como no caso do engenheiro mecânico, por exemplo. 

Uma equipe entrosada é a chave para que grandes projetos da engenharia sejam desenvolvidos, por isso a importância de o profissional saber trabalhar em equipe.

Quais as áreas de atuação do Engenheiro Mecatrônico?

O engenheiro mecatrônico pode atuar em diversos setores da indústria. Existem oportunidades na indústria automobilística, petroquímica, alimentícia… Independentemente do setor escolhido, o engenheiro pode atuar nas seguintes áreas:

  • Projetos: o engenheiro mecatrônico cria projetos e implementa máquinas e robôs em linhas de montagem;
  • Automação: é possível criar máquinas e sistemas que sirvam para otimizar processos de produção por meio da automação de máquinas, além da criação de equipamentos mecânicos e robôs para aumentar a produtividade do setor;
  • Manutenção: o profissional pode cuidar da preservação das máquinas, equipamentos e sistemas automatizados, realizando manutenções preventivas, preditivas e corretivas;
  • Desenvolvimento de produtos: o engenheiro mecatrônico pode criar e desenvolver produtos que auxiliem as pessoas em atividades cotidianas.

Além destas áreas, o profissional de engenharia mecatrônica pode criar o seu próprio negócio e dar asas ao seu espírito empreendedor!

Como é o curso de Engenharia Mecatrônica?

Com duração média de 5 anos, o curso de Engenharia Mecatrônica pode ser feito de forma presencial ou híbrida. Assim como nas outras áreas da engenharia, existe a parte teórica e a prática de um curso.

Na primeira parte, dependendo da faculdade, o foco pode estar voltado para os conhecimentos de matemática, física e química, que são áreas fundamentais para o trabalho de qualquer engenheiro.

A segunda parte – a mais esperada pela maioria das pessoas que ingressam no curso – é o momento em que o foco estará nas áreas de elétrica e eletrônica, mecânica, sistemas de controle, computação e robótica.

Além disso, a Engenharia Mecatrônica conta com estágios supervisionados, que são atividades essenciais para que o estudante conheça como funciona, na prática, o cotidiano de um engenheiro mecatrônico e como as teorias são aplicadas no dia a dia.

Em um mundo cada vez mais automatizado, faz todo sentido esta profissão ser considerada uma profissão do futuro, concorda?

A otimização de custos em função da produtividade está fazendo todas as indústrias de pequeno, médio e grande porte aderirem a instrumentos que utilizam tecnologias de Automação e Instrumentação Industrial.

É importante buscar um fabricante que realmente esteja comprometido em ajudar você a enfrentar os seus desafios na indústria. Escolha aqueles que possam analisar seu processo com atenção e fornecer soluções personalizadas de acordo com as suas necessidades.

Esperamos que a partir de agora você tenha mais segurança acerca das tecnologias mais adequadas aos seus processos.

Não esqueça de assinar a nossa newsletter para receber mais conteúdos como este!