Slug em Offshore e Refinarias: como detectar e o que fazer

A forma como um fluxo multifásico se comporta nos processos é uma das grandes preocupações na indústria Offshore e em refinarias. Isso ocorre devido a possíveis formações de Slug, uma formação que pode impactar toda a produção. 

Caso você não saiba, descubra neste post o que é o Slug, como detectá-lo e o que fazer para lidar com ele caso haja formação em processos do ativo Offshore!

O que é o Slug?

Apesar de a tradução ao pé da letra significa “lesma”, o Slug não tem nada a ver com isso. Slug é uma formação que não é comum ao processo e que surge a partir de um fluxo multifásico (na plataforma, o fluxo dos produtos) que fica impregnado ou flui entre tubos e dutos da plataforma Offshore ou em Refinarias. Se estes tubos e dutos permitem que diversos produtos fluam entre eles, é possível que este material indesejado seja formado. 

O Slug pode ser extremamente prejudicial para equipamentos, pois podem percorrer todo o oleoduto, servindo como barreira, atrapalhando o processo e impedindo que a produção ocorra perfeitamente.

slug

Quais são os impactos gerados pelo Slug em plataformas Offshore?

Esta formação pode gerar problemas gravíssimos em plataformas, como distúrbios em vasos separadores, Flaring (queima) de gás excessivo, o que acaba gerando poluição e desperdício de combustível, e a redução da capacidade de produção da planta Offshore.

Como evitar a formação de Slug e os problemas decorrentes deste material?

Para diminuir os efeitos causados pela formação de Slug, é essencial detectar o material de antemão. Para isso, é utilizado Instrumentos Radiométricos, conhecidos como Densímetros, para tal constatação. O equipamento é semelhante ao da imagem abaixo, veja:

densímetros-radiométricos

O Densímetro Radiométrico é um medidor que utiliza a tecnologia da radiometria para medir a variação de radiação conforme o aumento ou diminuição da densidade de um determinado fluído dentro de uma tubulação.

Ele trabalha com uma fonte emissora de radiação e um receptor dessa radiação para realizar a medição em diversas aplicações, como na indústria de minérios, na de papel e celulose, ou, como mencionado neste post, no Offshore.

Na indústria de minérios, o Densímetro Radiométrico é usado para saber a densidade da polpa de minério que está passando pela tubulação. A polpa de minério possui uma densidade ideal para que seja de qualidade, então é preciso verificar  não existe muita sujeira ou muita água. É aí que o Densímetro Radiométrico atua!

Já na indústria de papel e celulose, o Densímetro Radiométrico é utilizado para medir a densidade do licor utilizado na produção. É importante realizar essa medição para que seja verificado se o  licor está no ponto ideal para ser reutilizado ou se precisa retornar para o ciclo de recuperação.

E no caso do Offshore, como o Densímetro Radiométrico é utilizado?

Funciona da seguinte forma: o Densímetro Radiométrico mede a diferença de densidade do líquido e da fase gasosa, atuando como um meio extremamente rápido de troca de densidade, entre ciclos de até 50ms (milissegundos).

Dois Densímetros Radiométricos são instalados sequencialmente e fornecem informações adicionais sobre as características do Slug, como, por exemplo, o tamanho da formação, a velocidade em que ela está fluindo pelos vasos e tubulações e a sua frequência.

Se forem instalados dois Densímetros Radiométricos independentes e a uma distância fixa um do outro, por exemplo, de 50 metros, é possível monitorar a densidade de uma linha de gás. 

Uma vez que a densidade muda drasticamente, você saberá que um Slug está presente no vaso ou tubulação. Com os dois sistemas presentes, é possível determinar o comprimento e a velocidade do Slug.

slug-densímetros-radiométricos

Como é possível notar, a aplicação de Densímetros Radiométricos é uma  solução que possibilita ao operador tomar decisões melhores e pensar em soluções antes que o problema afete toda a produção da plataforma Offshore.

Quais os outros benefícios que o Densímetro Radiométrico traz para o Offshore?

O Densímetro oferece diversos benefícios ao seu processo, como: 

  • é ótimo para ser utilizado em vasos separadores;
  • possui fácil instalação;
  • não entra em contato com o produto que será medido;
  • é um instrumento livre de manutenções, o que traz diversos benefícios econômicos;
  • aceleração da produção;
  • traz uma melhoria no processo de recuperação de óleo.

E aí? Entendeu como combater esta formação que pode prejudicar a produção da sua plataforma Offshore ou refinaria?

Se você quer eficiência na sua medição, não pode ter medo de lidar com equipamentos nucleares! Temos um post somente sobre os benefícios da utilização de equipamentos nucleares, você pode conferir aqui!

Um ponto importante na hora de escolher o seu medidor nuclear, é escolher um fabricante que esteja ao seu lado e te dê suporte em todo o processo, desde a compra até depois da instalação do equipamento, além de fornecer as soluções exatas e personalizadas para as suas necessidades.

Para que você possa conhecer mais sobre os cuidados de radioproteção envolvendo as atividades que utilizam fontes radioativas, indicamos o nosso blog-irmão Radioproteção na Prática.

E se você quiser saber tudo sobre Medição de Nível, confira este post!

Não esqueça de assinar nossa newsletter e ficar por dentro de todas as dicas e novidades!

Obrigado pela leitura do nosso material e até a próxima!

FONTES

  • Mais de 35 anos de experiência em automação e controle de processos.
  • Mais de 13 mil horas de engenharia de aplicação on-site
  • Mais de 5000 soluções de instrumentação desenvolvidas